É a China uma boa alternativa de cooperação para África?

Arcénio Francisco Cuco

Resumen


Este texto tem em vista analisar a expansão chinesa em África, buscando entender o seu impacto no desenvolvimento de países africanos. Também procura entender por que a China, a partir de um dado momento, se torna um parceiro de cooperação preferido pelos países africanos a despeito dos parceiros tradicionais de cooperação (ocidente). O texto procura responder às seguintes indagações: Até que ponto a cooperação China-África pode ser benéfica para o desenvolvimento do continente africano comparada aos modelos de desenvolvimento imposto pelo ocidente? Poderia o modelo chinês ser alternativa ao criticado modelo tradicional de cooperação ocidental? Do ponto de vista metodológico, a revisão bibliográfica, bem como a análise de alguns documentos (o relatório da Africa Progress Report e o relatório publicado pelo AfriMAP – Africa Governance, Monitoring and Advocacy Project) são a principal base de sustentação das ideias que se procuram defender no presente texto.


Palabras clave


cooperação China-África; modelos de desenvolvimento; países africanos; soft power

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))





Cuadernos de H ideas
Revista electrónica sobre comunicación, política y sociedad
http://perio.unlp.edu.ar/ojs/index.php/cps/index
ISSN 2313-9048 | Publicación anual

Facultad de Periodismo y Comunicación Social
Universidad Nacional de La Plata 
Avenida 44 N.º 676 | La Plata (1900) | Buenos Aires Argentina 
Tel.: +54 221 4224090 interno 114
cuadernosdehideas@perio.unlp.edu.ar
 
Facultad de Periodismo y Comunicación Social


Licencia Creative Commons Esta obra está bajo una Licencia Creative Commons Atribución-NoComercial-SinDerivar 4.0 Internacional